Santuário de Santa Luzia – o ex-libris de Viana do Castelo

Uma ida a Viana do Castelo não fica completa se não subirmos ao Monte de Santa Luzia para visitarmos o Santuário do Sagrado Coração de Jesus, mais conhecido como Santuário de Santa Luzia. A sua construção, que decorreu entre 1904 e 1959, deve-se à iniciativa do Capitão de Cavalaria Luís de Andrade e Sousa

que, após se ter curado de uma doença oftalmológica grave, resolveu criar a Confraria de Santa Luzia (Santa protetora da visão) para levar a cabo a construção deste belíssimo monumento como forma de gratidão pela graça recebida.

O Monte de Santa Luzia e o Santuário do Sagrado Coração de Jesus, vistos a partir do Forte de Santiago da Barra
O local desta construção não foi escolhido ao acaso: as paisagens são sublimes. Na imagem, o viaduto da A28 sobre o Rio Lima

A sua localização privilegiada também não foi escolhida ao acaso e pretendeu que se fizesse justiça ao panorama que a vista podia alcançar a partir daquele ponto. Vamos então subir?

Subida do Funicular em direção ao Santuário

Embora lá em cima haja muito espaço para estacionamento, resolvemos usar o Elevador de Santa Luzia para podermos desfrutar da agradável viagem de 7 minutos que nos proporciona o mais longo funicular do país que, com os seus 160 metros de desnível, percorre uma distância de 650 metros oferecendo uma espetacular perspetiva da cidade durante a sua deslocação.

Subida/descida do Funicular com a cidade e o rio lá em baixo

O Elevador, que foi inaugurado em 1923, funciona com o seguinte horário: Janeiro, Fevereiro, Novembro e Dezembro: encerra à segunda-feira. Aberto de terça-feira a sexta-feira das 10h às 12h e das 13h às 17h; sábado e domingo das 10h às 17h. Março, Abril, Maio e Outubro: aberto de segunda-feira a sexta-feira das 10h às 12h e das 13h às 17h; sábado e domingo das 9h às 18h. Junho, Julho, Agosto e Setembro: aberto de segunda-feira a domingo, das 9h às 20h. Uma viagem custa 2€ ou 3€/ida e volta.

Entrada para o Elevador de Santa Luzia

Uma vez chegados ao topo, deparamos com um enorme largo que nos oferece uma vista monumental para a cidade, o Rio Lima e o Oceano Atlântico. Duas enormes colunas marcam a simetria do amplo espaço de culto.

Uma das duas colunas que delimitam o largo do Santuário

Uma pequena escadaria leva-nos até à entrada principal da igreja cujo edifício, de forma quadrangular, é de uma beleza sublime! O monumento tem vários elementos que misturam os estilos neogótico, romântico e bizantino.

Escadaria de acesso à igreja principal. Os pormenores arquitetónicos prendem a nossa atenção

Saltam logo à vista as maiores rosáceas da Península Ibérica cujos vitrais coloridos irradiam jogos de cores para o interior. Na fachada principal está uma estátua em bronze do Sagrado Coração de Jesus, datada de 1898. O carrilhão do Santuário é composto por 26 sinos!

Na entrada principal, o retábulo com a escultura em bronze do Sagrado Coração de Jesus
Detalhe de uma das rosáceas e os seus lindos vitrais

O interior de cores claras envolve-nos numa atmosfera de paz e deslumbramento. Os altares são esculpidos em granito: no altar-mor, dois anjos oferecem os escudos de Portugal e de Viana do Castelo ao Sagrado Coração de Jesus, figuras executadas com mármore de Vila Viçosa. Os altares laterais são dedicados a Santa Luzia e Nossa Senhora da Abadia.

O altar-mor
Nossa Senhora de Fátima também aqui tem o seu lugar

Anualmente, no mês de Junho, tem lugar uma peregrinação desde a cidade até ao cimo do monte em honra do Sagrado Coração de Jesus. Este ato de fé resulta de uma promessa feita pelos vianenses em época de aflição.

Os belos frescos da cúpula representam a Paixão e a Ascensão de Cristo

Foi em 1918, durante a pandemia pneumónica, que os habitantes da cidade aterrorizados com o surto e vendo partir tantos entes queridos, fizeram a promessa de subir todos os anos ao Monte de Santa Luzia se terminasse a mortandade. Assim aconteceu e a promessa passou a ser religiosamente cumprida, ano após ano, mesmo perante um templo que ainda estava em construção. As cerimónias religiosas dedicadas a Santa Luzia têm lugar a 13 de Dezembro, data da sua morte.

O altar de Santa luzia

A subida ao Zimbório, a parte mais alta da cúpula, é feita por elevador e escadaria interior e não deve ser descartada porque, segundo a National Geographic, ao chegar lá acima vai poder desfrutar de uma das três mais belas vistas panorâmicas do mundo com uma amplitude de 360 graus sobre toda a região!

A varanda do Zimbório (assinalada com uma seta) onde podemos desfrutar de uma vista soberba de 360 graus
A partir daqui só cabe uma pessoa de cada vez, não se podem cruzar…

Valem bem a pena os 2€ que tem que pagar para fazer esta subida, mas não é aconselhada a pessoas com mobilidade reduzida. As escadas que precisa de vencer após sair do elevador, são tão estreitas que a circulação de subida/descida é regulada por semáforos.

O Oceano Atlântico
A foz do Rio Lima e a cidade aos nossos pés

Na parte traseira do monumento, para além da Capela de Adoração e Reconciliação, tem o agradável Jardim das Tílias com um parque de merendas onde pode fazer uma refeição em família com vista para o Oceano Atlântico e para o bonito edifício da Pousada de Viana do Castelo.

Nas traseiras do monumento fica a Capela de Adoração e Reconciliação
Interior da capela
O Jardim das Tílias
Zona de piquenique

Em Junho de 2020 a Conferência Episcopal Portuguesa atribuiu a este lugar de culto o título de Basílica de Santa Luzia.

Pormenores do interior da Basílica em granito
O Hotel/Pousada de Viana do Castelo

De volta à cidade, resolvemos desfrutar de outra experiência: a descida pelo Escadório! São 659 degraus, mas não se assustem, pois, o caminho faz-se muito bem apreciando a vegetação e a paisagem da cidade, que vai mudando à medida que avançamos.

O caminho faz-se caminhando…
… a paisagem vai mudando…
O caminho da Fé…

Faça este trajeto sem pressa, respire o ar puro da mata circundante, observe a movimentação das cabines do funicular que circula ao lado, descanse nos banquinhos, tire algumas fotos e quando der por isso… já está lá em baixo!

Uma boa experiência… para baixo, todos os Santos ajudam
Início/fim do Escadório na cidade, perto do elevador

A Basílica de Santa Luzia, que pode ser avistada a vários quilómetros de distância, está aberta todos os dias entre as 9h e as 18h. Quer seja crente ou não, ninguém fica indiferente à estreita ligação entre o templo-monumento, a cidade, o monte, o rio e o oceano. Portugal tem destas coisas…

Loja de souvenirs

♥ Boa viagem ♥

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s