O Passadiço da Foz do Arelho

Gosta do contacto com a natureza? Então aceite esta nossa sugestão e vá até ao Passadiço da Foz do Arelho. No distrito de Leiria e a pouco mais de 90km de Lisboa, vai encontrar uma das muitas e belas paisagens a que a Costa Oeste de Portugal já nos habituou.

O estacionamento é amplo e gratuito e as praias e arribas a perder de vista convidam a um sem número de fotos coloridas.

As arribas da costa atlântica
Um dos patamares do passadiço com a praia da Foz do Arelho ao fundo
Entre a terra e o mar

O percurso tem apenas 800 metros, mas garantimos que o encanto da paisagem é de arrepiar e vai ficar na memória. Faça o caminho sem pressas, aproveite o ar puro e o cheiro a maresia, ouça as gaivotas e o barulho das ondas do mar. Liberte-se do stress do dia-a-dia e desfrute do som do silêncio…

Estruturas cuidadosamente idealizadas para este tipo de terreno e que permitem vários níveis de observação
Ziguezagueando pela encosta…

Esta obra, cuja abertura ao público se deu em 2016, foi criada para proteger as arribas e para evitar acidentes futuros dado que o local sempre foi muito frequentado por fotógrafos e pescadores que se arriscavam em terreno instável.

Placas de sinalização
A força do mar esculpiu formas na encosta que apelam à nossa imaginação

Precisamente por causa da configuração das arribas, o passadiço é composto por caminhos com bifurcações em que tem que decidir se vai por aqui ou por ali (é divertido), subidas e descidas, miradouros circulares que mais parecem discos voadores, mesas redondas, cadeiras que rodam e bancos onde se pode sentar e admirar o imenso Oceano Atlântico que se estende perante nós até à linha do horizonte. Em dias de boa luminosidade, é possível avistar ao longe as Ilhas Berlengas.

Os peculiares miradouros com diferentes níveis que permitem observar a paisagem de todos os ângulos
A soma de todos os sentidos…

Como já deve ter entendido pela descrição do terreno, este passeio não é aconselhável para pessoas com grandes dificuldades de locomoção. Lagartixas e chorões são donos e senhores destas dunas e aqui convivem em plena harmonia.

Há muitas escadas ao longo do percurso
Os chorões emprestam à paisagem um colorido muito especial

Um local para percorrer sem pressa, onde pode aliviar os pulmões da poluição da cidade e sentir-se livre. Pelas suas características, esta obra foi selecionada para integrar o “Atlas of the World Landscape Architecture”, um livro de arquitetura paisagista a nível internacional.

A praia da Foz do Arelho
Apaixonado pela praia da Foz do Arelho, o grande comerciante e industrial Francisco Grandella mandou erguer aqui a sua casa de férias cuja construção foi concluída em 1907. O Palácio Grandella, que se destaca em frente ao areal, atualmente faz parte das instalações do INATEL

♥ Boa viagem ♥

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s