Rockefeller Center – o coração de Nova Iorque

Localizado no centro de Midtown Manhattan, ocupando vários quarteirões num perímetro entre a 48th St e a 51st St e as 5ª e 6ª avenidas, o Rockefeller Center é um dos maiores projectos feitos nos Estados Unidos da América em termos de planificação urbana e combinação de arquitectura, arte e paisagem.

IMG_5520
Arquitectura, arte e paisagem

Em 1930, a visão de criar “uma cidade dentro de uma cidade” levou o filantropo John D. Rockefeller, Jr. a mergulhar neste grande projecto que, ao longo dos anos, se tornaria num dos locais mais visitados da cidade de Nova Iorque.

IMG_5521
O espaço está rodeado de bandeiras de todo o mundo

O complexo original de quatro edifícios foi construído entre 1931 e 1939, dando emprego a mais de 40.000 pessoas durante os piores anos da Grande Depressão.

IMG_5430
Trabalhadores descansando durante a construção do 30 Rock

O espaço foi oficialmente inaugurado em 1933 e está divido em dois níveis. O nível inferior é uma rede de passagens subterrâneas que liga todos os edifícios do espaço e que se estende até à 7th Avenue. O “Concourse”, como é chamado, é um espaço comercial que conta com inúmeras lojas, restaurantes e serviços.

IMG_5502
Uma das várias lojas do Concourse

O nível superior ou “Street Level” é formado por edifícios de escritórios, praças, jardins, esculturas e lojas das mais prestigiadas marcas.

20170810161737
A grande loja da Lego no nível superior

Em 1932, o Radio City Music Hall, um dos mais famosos teatros de Nova Iorque, muda as suas instalações para o Rockefeller Center.

20170810135233
O Radio City Music Hall

No ano seguinte, em 1933, a conhecida rede de televisão NBC escolheu o 30 Rock para instalar os seus estúdios que disponibilizam visitas guiadas com ingressos comprados antecipadamente.

IMG_5416
Os Estúdios da NBC.

Na 6th avenue, perto da estação de metro 47-50th Street Rockefeller Center, dois simpáticos turistas tiram fotografias.

20170810135821
Na 6ª Avenida

A marcar o centro do Rockefeller Center e inaugurado também em 1933, o 30 Rock, com 70 andares e 259 metros de altura, é o edifício mais alto do complexo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O 30 Rock é o mais alto edifício do Rockefeller Center

Em 1985, foi-lhe atribuído o título de Prédio Histórico de Nova Iorque, o que o elevou ao patamar dos edifícios mais importantes da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Escultura sobre uma das portas do 30 Rock

Entre o 67º e o 70º andar encontra-se o Top of the Rock, um dos mais altos e mais visitados observatórios a céu aberto da cidade de Nova Iorque.

20170810140721
Entrada principal na 50th Street

A entrada principal situa-se na 50th Street e logo no grande lobby somos surpreendidos pelo Joie Chandelier, um grandioso lustre composto por 14.000 cristais e com cerca de 11 metros de altura, criado especialmente pela Swarovski para este, também, grandioso edifício. .

20170810141719
Joie Crystal Waterfall – Swarovski 2005

Estes eram os preços dos bilhetes à data. Os portadores do New York Citypass têm entrada privilegiada evitando a espera nas filas.

20170810141430 (2)
Bilheteira

Depois de passar o controlo de segurança, encontramos uma exposição que inclui informações, fotos e artefactos sobre o Rockefeller Centre, o 30 Rock e o seu criador John D. Rockefeller, Jr.

20170810142105
Exposição

A subida até ao 67º andar é feita num dos elevadores mais rápidos de Nova Iorque. Sim! A subida é feita em apenas 43 segundos e a descida em 44 segundos. À nossa espera, o Radiance Wall, criado pela Swarovski, é um conjunto de impressionantes painéis feitos em vidro, incrustações em cristal e iluminação de fibra óptica.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Radiance Wall by Swarovski

A caminho das grandes janelas de vidro já se vislumbra a cidade que parece que chama por nós.

IMG_5435
A cidade vista do primeiro deck de observação

Nos decks seguintes usufruímos de uma vista em 360ª sobre a cidade de Nova Iorque mas sempre com vidros de proteção que não impedem uma boa experiencia paisagística.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Top of the Rock tem três decks de observação

Se quiser ver a paisagem mais em detalhe, encontram-se à disposição poderosos binóculos mediante pagamento. Se estiver interessado vá preparado com umas moedinhas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Binóculos no segundo deck

Mas só no 70º andar é que conseguimos ver paisagem sem barreiras. A última plataforma de observação do Top of the Rock não tem qualquer vedação de vidro ou metal. Agora sim!

20170810_101610
No terceiro deck desfrutamos da melhor vista para o Empire State Building
20170810153403
Aproximação da Liberty Island e Ellis Island

Apesar de ter alguns prédios na frente é aqui que se consegue a melhor vista para o Central Park. Mas só de dia. À noite apenas se vê um rectângulo escuro.

IMG_5499
Central Park visto do terceiro deck

A descida é rápida e a saída leva-nos directamente para a Rockefeller Plaza, o coração deste grande complexo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Rockefeller Plaza

Vários eventos se realizam neste espaço como o Greenmarket, um mercado de venda de produtos frescos aberto às quartas-feiras, entre as 08.00h e as 17.00h, apenas durante um mês no pico do verão.

IMG_5514
Greenmarket

Rodeada por bandeiras de todo o mundo, a Praça Inferior, também chamada de Jardim de Verão, abriga elegantes e exclusivas esplanadas nos meses mais quentes e que, durante os meses mais frios, dão lugar a uma pista de patinagem no gelo, inaugurada em 1936 e encimada pela Árvore de Natal mais conhecida do mundo. A título de curiosidade, a primeira Árvore de Natal foi montada em 1931 pelos trabalhadores do Rockefeller Center.

20170810161545
Praça inferior – Jardim de Verão

Ao fundo destaca-se a grande fonte com a escultura de Prometeu, do escultor americano Paul Manship, uma das mais fotografadas de Nova Iorque.

20170810162333
A fonte de Prometeu

No projecto de John D. Rockefeller, Jr. a arte teve um especial destaque e assim foram chamados talentosos artistas que enriqueceram o espaço com as suas esculturas.

20170810161905
Uma das muitas esculturas exibidas na Rockefeller Plaza

Em direção à 5ª avenida estendem-se os Jardins Channel, formados por plantas, que se transformam com mudança das estações, fontes e esculturas.

IMG_5568
Jardins Channel
20170810164347
Plantas, fontes e esculturas

Entre a vegetação, seis fontes, esculpidas por Chambellan, representam seis figuras da mitologia grega. As femininas são as sereias Nereids e as masculinas os Tritons.

20170810164337
Uma das sereias Nereids
20170810163928
Um dos Tritons

Saindo para a 5ª avenida não podemos deixar de admirar os belíssimos painéis sobre as portas dos edifícios. Na entrada principal de La Maison Française a representação da amizade entre a América e a França.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Entrada da La Maison Française

Na entrada do edifício 620 destaca-se o painel com nove figuras alegóricas douradas que representam as Indústrias do Império Britânico consideradas importantes fontes de renda na época. Em cima, encontra-se uma réplica do Brasão de Armas do Reino Unido.

20170810165204
Indústrias do Império Britânico sobre a porta do n.º620

Mais à frente encontramos aquele que é um dos maiores ícones Art Déco do Rockefeller Center. O Atlas, desenhado por Lee Lawrie e moldado por Rene Chambellan, é uma figura da mitologia grega, um gigante meio-homem, meio-Deus conhecido como Titã.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A escultura representa o Atlas, lider dos Titãs numa guerra contra os Deuses Olímpicos, levando o mundo sobre os seus ombros como punição da sua derrota.

Em frente não deixe de visitar a grandiosa Catedral de Saint Patrick’s.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Catedral de Saint Patrick’s

Em 1985 o Rockefeller Center foi elevado a Marco da Cidade de Nova Iorque e em 1987 a Marco Histórico Nacional.

20170810162053
Placa assinalando a elevação a Marco Histórico Nacional

Seja para usufruir de uma das mais belas vistas panorâmicas da cidade, para fazer umas compras ou uma refeição, para contemplar a arte exposta ou simplesmente descansar num dos muitos bancos existentes, o Rockefeller Center é sempre uma visita imperdível para quem vai a Nova Iorque.

 

“Eu acredito que o amor é a melhor coisa do mundo; que só ele pode superar o ódio; esse direito pode e triunfará sobre o poder”  –  John D. Rockefeller, Jr.

 

♥ Boa viagem ♥

 

Informações úteis

♦ Como ir

De metro é a forma mais fácil de chegar ao Rockfeller Center.  A estação mais próxima é a 47-50th Street Rockefeller Center – Linha Laranja B/D/F/M.

♦ Horário

Top of the Rock – Observation Deck
Aberto todos os dias entre as 08.00h e as 00.00h
O último bilhete é vendido às 23.00h e o último elevador sobe às 23.15h
Excepto:
24 e 31 de Dezembro: 08.00h e as 22.00h – o último elevador sobe às 21.10h
05 de Janeiro: 10.00h e as 00.00h – o último elevador sobe às 23.10h

♦ Controlo de segurança

Não é permitida a entrada de qualquer objecto que possa servir de arma, garrafas de vidro e substâncias inflamáveis.

♦ Acessibilidades

Todas as áreas do Rockefeller Center e do Top of the Rock são acessíveis a cadeiras de rodas e carinhos de bebé.

♦ Sanitários (restrooms)

No nível inferior, o Concourse dispõe de sanitários públicos perto da entrada da 49th st.
No Top of the Rock existem sanitários no piso intermédio entre o R/C e o 1.º andar  e no 66º andar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s