Para passear e descontrair – Roteiro de 4 dias no Sotavento Algarvio

No fim da nossa escapadinha de quatro dias entre Lisboa e Faro ficou logo decidido que voltaríamos para conhecer o resto da costa algarvia, onde não íamos há muitos anos. Assim, aproveitámos mais uma ponte de Carnaval e lá fomos nós em direcção ao Sotavento Algarvio, nome dado à parte oriental do Algarve, que se localiza entre Loulé e Vila Real de Santo António, sendo Faro a sua principal cidade.

20170227125500
Travessia da Ponte Internacional do Guadiana

Como já tínhamos visitado Faro, aqui fica o nosso roteiro de quatro dias entre Olhão e Vila Real de Santo António, com uma escapadinha a Espanha, passeando de forma descontraída e sem as enchentes de turistas do verão.

20170226104847
Ninho de cegonha em Olhão

1.º Dia

Saímos de Lisboa bem cedo com destino a Tavira, onde ficámos muito bem alojadas, durante 3 noites, no Hotel Vila Galé Albacora. O hotel é bonito, o pessoal atencioso, o quarto espaçoso e com uma linda vista da varanda e os pequenos-almoços deliciosos e muito variados. Recomendamos!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista da varanda do quarto

Depois de nos acomodarmos, fomos dar uma volta pelo hotel e desfrutar um pouco do simples, mas simpático, espaço interior e exterior.

20170225150040
Detalhe do interior do hotel
20170225151112
Piscina exterior

Saímos, então, para uma primeira visita ao centro da cidade de Tavira, que dizem ser a mais bonita do Algarve. E não é por acaso! A arquitectura típica é uma delícia para os olhos.

20170225152604
Casa tipíca de Tavira

A primeira paragem foi no Jardim do Coreto, que fica na margem do rio Gilão, entre o Mercado da Ribeira e a Praça da Republica.

20170225153923
Jardim do Coreto

Um espaço muito agradável para descansar e desfrutar das paisagens do rio que atravessa a cidade e que, curiosamente, tem dois nomes.

20170225155327
Um espaço agradável para descansar

O rio Séqua muda de nome ao chegar à Ponte Romana passando a chamar-se rio Gilão.

20170225154019
Ponte Romana e rio Gilão

A Praça da Republica é o centro da cidade e está rodeada de belos edifícios, entre os quais a Câmara Municipal de Tavira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Edifício da Câmara Municipal de Tavira

Um espaço amplo onde se pode usufruir das simpáticas esplanadas e fazer algumas compras nas lojas locais.

20170226143123
Praça da República

Passando a Ponte Romana para a outra margem do rio, além das belas paisagens, encontramos as antigas vielas com os seus típicos restaurantes e lojas de artesanato.

20170225160742
As típicas vielas

Seguindo em frente chegamos ao Largo de São Brás com um pequeno mas bem cuidado jardim e onde se ergue a Ermida com o mesmo nome.

20170225161422
Largo e Ermida de São Brás

Depois de um passeio tranquilo nas margens do rio Séqua, voltámos ao centro à procura do rico património da cidade.

20170225155527
Margens do rio Séqua

A partir da Praça da Republica fomos visitar a Igreja da Misericórdia, considerada uma das mais valiosas da cidade. O seu interior, todo revestido com magníficos painéis de azulejos, foi uma surpresa.

20170225164633
Interior da Igreja da Misericórdia
20170225164659
Os magníficos painéis de azulejos

Seguindo o caminho, logo a seguir, chegamos ao Largo da Misericórdia, de onde temos uma boa vista panorâmica da cidade, e mais à frente encontramos o castelo e a igreja de Santa Maria. O castelo já estava a fechar e resolvemos deixar a visita para o dia seguinte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista panorâmica da cidade a partir do Largo da Misericórdia
20170225170313
Igreja de Santa Maria

Caminhando sem rumo pelas ruelas, ainda passámos na Igreja de São José e fizemos uma curta visita ao Mercado da Ribeira, preparado para as festas de Carnaval.

20170226144911
Mercado da Ribeira

Ainda houve tempo para um passeio no Cais do Barco para apreciar as embarcações de pesca e o movimento no rio.

20170225180224
Cais do Barco

Depois do jantar, um passeio para descobrir os encantos da noite.

20170225201428
A noite em Tavira

2.º Dia

Depois de um excelente pequeno-almoço partimos em direcção à cidade de Olhão situada no coração da Reserva Natural da Ria Formosa.

20170226101507
Marina de Olhão

Começámos a visita por passear ao longo da zona ribeirinha da cidade admirando as embarcações ancoradas na marina e a bela paisagem para a Ria Formosa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Marina de Olhão com a Ria Formosa ao fundo

Seguimos pelo jardim Patrão Joaquim Lopes, nome dado em homenagem a um filho da terra que tantas vidas salvou no mar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Jardim e Monumento a Patrão Joaquim Lopes

Logo a seguir surge o Mercado Municipal de Olhão, um dos ex-libris da cidade. É composto por dois edifícios encimados por torreões e é um dos mercados mais conhecidos do Algarve pela frescura e variedade do seu pescado.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Mercado Municipal de Olhão

Em frente, ancorado na marina, uma réplica do Caíque Bom Sucesso que foi o primeiro correio marítimo entre Portugal e o Brasil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Réplica do Caíque Bom Sucesso

Continuando o passeio, entramos no jardim Pescador Olhanense, um espaço de lazer e convívio da cidade.

20170226102627
Coreto do Jardim Olhanense

Os vários bancos dispostos no jardim encontram-se revestidos com painéis de azulejos que retratam a revolta do povo olhanense contra os franceses e a viagem do Caíque Bom Sucesso ao Brasil.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
História nos bancos do jardim

Em frente, mais uma marina dá apoio às embarcações e na avenida que acompanha todos estes espaços encontra uma variada oferta de restaurantes e cafés.

20170226102907
Marina

Seguindo pelas típicas ruelas, passámos junto à Câmara Municipal de Olhão em direcção à Praça da Restauração onde se encontra a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Câmara Municipal de Olhão

O centro da praça é marcado pelo Monumento aos Heróis da Restauração homenageando os bravos homens que participaram na revolta contra os franceses em 1808.

20170226105104
Praça da Restauração e Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário

Em frente, o Compromisso Marítimo de Olhão é um edifício de grande valor histórico e alberga, actualmente, o Museu da Cidade. Ao longo do ano exibe exposições permanentes e temporárias relacionadas com a cidade e o concelho.

20170226105206
Museu Municipal Compromisso Maritimo

Paredes meias com o Museu da Cidade encontra-se a igreja de Nossa Senhora da Soledade.

20170226104939
Igreja de Nossa Senhora da Soledade

A breve visita terminou com um passeio pelas ruelas apreciando a típica arquitectura da cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Casa típica

De regresso a Tavira, seguimos pela Estrada das 4 Águas que atravessa as salinas e termina no cais com o mesmo nome.

20170226115627
Cais das 4 Águas

É deste cais que, durante todo o ano, partem os pequenos barcos que fazem a ligação com a ilha de Tavira. Os horários e o preço dos bilhetes podem variar consoante a época do ano.

20170226115911
Barco para a Ilha de Tavira

A pequena localidade conta com parques de estacionamento, restaurantes, uma pequena marina e alguns edifícios municipais.

20170226115151
Marina

O local ideal para usufruir de uma das muitas esplanadas enquanto aprecia a vista para a ilha de Tavira e observa o movimento dos pequenos barcos de pesca.

20170226114941
Um dos restaurantes da localidade

Depois do almoço voltámos para uma visita ao interior do castelo de Tavira. A entrada é gratuita e está aberto de 2.ª a 6.ª feira entre as 08.00h e as 17.00h. Aos sábados, domingos e feriados abre às 10.00h e encerra às 19.00h.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Entrada do Castelo de Tavira

O interior está preenchido por um bonito e frondoso jardim.

20170226141004
Jardim do castelo

É possível subir às muralhas e à torre de onde se obtém uma maravilhosa vista panorâmica sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Vista a partir das ameias do castelo

Depois mais um descontraído passeio para apreciar a tranquilidade da cidade e do rio.

20170226144106
Pequeno jardim na margem norte do rio Gilão

3.º Dia

Depois de dois dias bem descontraídos, o terceiro dia leva-nos a destinos mais distantes. Como costume, saímos cedo em direcção a Vila Real de Santo António.

20170227101300
Entrada em Manta Rota

No caminho fomos parando para uma breve visita a algumas das praias mais conhecidas de Portugal.

20170227101710
Praia da Manta Rota

A primeira paragem foi na praia da Manta Rota seguindo-se a praia de Alagoa, em Altura, ambas integradas na Baía de Monte Gordo.

20170227110315
Praia de Alagoa

Seguimos, então, para Vila Real de Santo António mas antes fizemos um desvio para a Ponta da Areia, na foz do rio Guadiana.

20170227113051
Farol de Vila Real de Santo António

Mesmo na foz do rio Guadiana avistamos, do lado de Portugal, a praia de Monte Gordo e, do lado de Espanha, a Isla Canela.

20170227115310
Praia de Monte Gordo, Portugal
20170227115105
Isla Canela, Espanha

Já no centro de Vila Real de Santo António foi tempo de dar um agradável passeio pelo centro da cidade.

20170227122207
Passeio marítimo e monumento a Sebastião José de Carvalho e Mello, Marquês de Pombal

Começámos pela zona ribeirinha apreciando os espaços verdes e a marina repleta de embarcações de recreio e de pesca.

20170227121744
Marina de Vila Real de Santo António

Seguimos pelas ruas pedonais cheias de lojas que vendem de tudo um pouco e com uma grande oferta de restaurantes.

20170227122829
Ruas pedonais com grande oferta de comércio e restaurantes

Depois, uma visita à Praça Marquês de Pombal, o principal largo da cidade, onde se encontra a igreja de Nossa Senhora da Encarnação e o Obelisco.

20170227122534
Praça Marquês de Pombal
20170227122548
Igreja de Nossa Senhora da Encarnação

Ainda era cedo e partimos para Espanha fazendo a primeira paragem no centro da Isla Canela para admirar a grande praia, deserta nesta altura do ano.

20170227131712
Praia da Isla Canela

A paragem seguinte foi na marina que se situa aproximadamente a quatro quilómetros de distância do centro.

20170227145249
Marina da Isla Canela

O percurso não é especialmente bonito. Por ser inverno apenas vimos hotéis encerrados e ruas desertas.

20170227134022
Ruas desertas no Inverno

Mas a zona da marina até é simpática e com os restaurantes abertos tinha algum movimento.

20170227145017
Um local simpático para almoçar

Resolvemos almoçar por aqui e provar algumas iguarias espanholas. Não ficámos desiludidas! Fomos muito bem recebidas e as tapas, típicas da gastronomia espanhola, eram uma delícia.

20170227140605
As típicas e saborosas tapas espanholas
20170227143119
Os doces eram de babar!

Depois do almoço seguimos para a cidade raiana de Ayamonte, onde passámos o resto da tarde passeando pelas pitorescas ruas.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Ruas de Ayamonte
20170227155813
Arquitectura típica da cidade

O dia estava bonito e a cidade animada com os residentes e turistas a usufruir dos espaços verdes e esplanadas.

20170227152753
Paseo de la Ribera

A cidade é banhada pelo rio Guadiana e a zona ribeirinha além de ser bonita é muito agradável.

20170227151929
Zona ribeirinha

A marina é sempre um ponto de interesse, com o vaivém dos barcos de recreio e pesca.

20170227152124
Marina de Ayamonte

Mais à frente temos vista para Portugal com destaque para o Castelo de Castro Marim e para a Ponte Internacional do Guadiana que une os dois países.

20170227151630
Vista para Castro Marim, Portugal

O dia já ia longo e regressámos a Tavira, mas antes de sairmos de Ayamonte atestámos o carro numa bomba de gasolina à saída da cidade. A diferença de preço dos combustíveis assim o justificou.

20170227151605
Rio e Ponte Internacional do Guadiana, ao fundo

4.º Dia

As malas estão feitas e a partida aproxima-se mas ainda aproveitámos a manhã para visitar a Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

20170228101309
Convento e Igreja de Nossa Senhora do Carmo

Situada no Largo do Carmo, numa zona alta de Tavira, é uma das igrejas mais sumptuosas do Algarve e, em 2012, foi classificada como Monumento de Interesse Público.

20170228101559
Interior da Igreja

Depois do almoço partimos para Lisboa sabendo que ainda ficou muito por descobrir na costa algarvia. Um bom motivo para voltar!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um último olhar sobre a cidade

 

♥ Boa viagem ♥

 

Se ficou interessado, também pode ler o artigo:

Para passear e descontrair – Roteiro de 4 dias entre Lisboa e Faro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s