Um dia em Aveiro – a cidade dos canais

Muito já foi dito sobre esta cidade portuguesa, mas nunca é demais salientar a sua beleza e o seu aspecto peculiar. Visitar Aveiro promete ser uma interessante escapadinha na Região Centro de Portugal. Conhecida como a Veneza portuguesa (nós não concordamos porque achamos que as duas cidades estão longe de se poder comparar), Aveiro é uma cidade da Costa Oeste de Portugal que surgiu junto de uma lagoa com água do mar que ali foi retida por uma faixa de terra e que deu origem à Ria de Aveiro e aos seus canais.

20190828152503
O Canal Central, tal como o nome indica, passa no centro da cidade

Desta vez viajámos de comboio desde Lisboa, que fica à distância de 275 Km, e chegámos de manhã cedo. Descemos a Av. Dr. Lourenço Peixinho que nos levou até à Praça General Humberto Delgado que é o centro da cidade e que fica mesmo em cima do Canal Central.

CP
O edifício da antiga estação ferroviária de Aveiro possui o mais importante conjunto de azulejaria de exterior da cidade
EST
A moderna estação ferroviária
AV
A Av. Dr. Lourenço Peixinho (médico e um dos financiadores do Hospital de Aveiro antes de se tornar Presidente da Câmara Municipal)

Daqui partem os barcos moliceiros para os tradicionais passeios pelos canais e foi o que nós começámos por fazer. A viagem durou 45 minutos e foi muito bom ver a cidade por um outro ângulo e as várias pontes sobre os quatro canais.  Estes passeios realizam-se todos os dias e custam 10€/adultos e 5€/crianças.

BP
Cais dos moliceiros
RIC
Passagem ao lado do Jardim do Rossio
PON
Canal de S. Roque e Ponte de Carcavelos

Depois iniciámos a pé a visita da cidade que não se cansa de homenagear os seus pescadores e que se orgulha em manter a calçada portuguesa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fonte ou Chafariz dos Arcos com o Brasão de Armas de Aveiro no topo e painel de azulejos com motivos alusivos à vida dos pescadores
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Calçada portuguesa

Chegamos à Praça da República dominada pelo belo edifício da Câmara Municipal, construído em 1717 a partir da antiga prisão. A sua bela torre sineira completa o conjunto. Aqui se realizam as cerimónias oficiais mais solenes.

MUN
Câmara Municipal

A Igreja da Misericórdia cuja obra foi concluída em 1653 em estilo barroco, tem a fachada coberta de azulejos do século XIX. Sobre a porta vê-se a estátua de pedra de Nossa Senhora da Misericórdia.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fachada da Igreja da Misericórdia
333
Interior da Igreja da Misericórdia

Do lado oposto está o Teatro Aveirense cuja inauguração se deu em 1881 com a Companhia de Teatro D. Maria II de Lisboa. O centro da praça está assinalado com a estátua de José Estêvão, um notável jornalista e político nascido em Aveiro no início do século XIX, cuja frontalidade o levou a procurar refúgio fora do país por diversas vezes.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Teatro Aveirense
JOSE
Monumento a José Estêvão

Mais à frente, no jardim central da Av. Santa Joana está o monumento à Princesa Santa Joana que dedicou a sua vida a apoiar as boas causas do seu irmão mais novo, o Rei D. João II de Portugal a quem o povo carinhosamente apelidou de “Príncipe Perfeito”. A princesa morreu nesta cidade em 1490. Foi beatificada em 1693 e em 1965 o Papa Paulo VI declarou-a Santa Padroeira de Aveiro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Monumento à Princesa Santa Joana e entrada do Museu de Aveiro

O seu artístico túmulo está no antigo Mosteiro de Jesus (onde a princesa se recolheu nos últimos anos de vida), actual Museu de Aveiro que fomos visitar ali ao lado. Ficámos deveras surpreendidas com a beleza das obras aqui expostas e a sua riqueza. Recomendamos que não deixem a cidade sem visitar este local.

TUMULO
Túmulo de Santa Joana, uma peça de arte preciosa feita de mármores embutidos

O edifício data do século XV e o museu está aqui instalado desde 1911, albergando um dos mais valiosos patrimónios da arte religiosa em Portugal. Este museu, assim como todos os outros da cidade, está aberto de terça-feira a domingo das 10h às 12h30 e das 13h30 às 18h. A entrada custa 5€ e é gratuito para crianças até aos 12 anos. Este bilhete dá acesso a todos os outros museus da cidade, portanto guarde-o.

MU
Arte religiosa
MUSEU
Uma das muitas salas do museu

Do outro lado da estrada está a Sé Catedral. Foi construída no início do século XV e sofreu obras de renovação em 1719. A sua torre data de 1860 já que a anterior foi destruída por um incêndio. Apesar disso o sino é o original. O seu interior exibe peças de grande valor e possui um órgão moderno construído na Hungria e inaugurado em 2013.

SÉ
Sé Catedral de Aveiro e Cruzeiro de S. Domingos em estilo gótico
TORRE
A torre da Catedral e a sua bonita pérgula lateral
20190828113621
Interior da Sé Catedral
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O antigo órgão, agora desactivado
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O órgão mais moderno

Continuando na mesma avenida mas no sentido oposto, chegamos ao Parque da Cidade. Este bonito espaço proporciona belos passeios onde se encontra grande diversidade de árvores, plantas e flores, lagos, circuitos de manutenção, campo polidesportivo e parque infantil. Um parque feito para as pessoas, do qual os aveirenses se orgulham.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A bela pérgula na entrada do Parque da Cidade
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma das várias escadarias do parque
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma das pontes sobre os lagos
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um belo recanto deste bonito parque
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Por baixo da pérgula está uma gruta com um repuxo, ladeada por painéis de azulejo
20190828132338
O “palácio” dos patinhos
CORETO
Coreto do parque construído no início do século XX. Um belo exemplar da arquitectura do ferro
20190828133449
A Mãe-d’Água é o ex-libris do parque. Este reservatório foi mandado construir na década de 1920 pelo Dr. Lourenço Peixinho para implementar na cidade uma rede moderna de água potável.

Voltámos ao centro para visitar o Museu de Arte Nova (com o mesmo bilhete, lembram-se?) cujo edifício é deslumbrante! As obras expostas neste museu levam o visitante a reflectir sobre o Movimento Arte Nova e a sua evolução estética, principalmente ao nível da decoração de interiores onde predomina o azulejo e o ferro.

ARTE
Edifício do Museu de Arte Nova
DENTRO
Interior do museu
MMM
Uma das salas, esta com porcelanas

Diz-se que a Arte Nova nasceu em Aveiro já que este estilo arquitectónico está presente em muitos edifícios da cidade, mas na verdade foi na Bélgica que este movimento surgiu, no final do século XIX.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Entrada do Museu de Arte Nova
SALVO
Obra recente onde foi salva a fachada Arte Nova do edifício anterior

No piso térreo situa-se a Casa de Chá que durante o dia tem um ambiente calmo e que à noite é um dos bares mais animados da cidade com música ao vivo durante os fins-de-semana. A casa que pertenceu ao Major Pessoa (um prestigiado comerciante ligado à importação de cacau) foi erguida em 1909. Foi posteriormente adquirida pela Câmara Municipal e convertida em museu em 2008.

CHA
Entrada da Casa de Chá, mas que também tem acesso pelo interior do museu

A Casa de Chá que, para além de refeições leves, tem à disposição mais de 100 variedades desta reconfortante bebida, está aberta todos os dias entre as 09h00 e as 02h00. Aos fins de semana encerra às 03h00.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Os azulejos da Casa de Chá

Um pouco adiante e na zona do Rossio fica o Mercado do Peixe, um exemplar único em Aveiro da arquitectura em ferro e que foi construído nos primeiros anos do século XX. No primeiro andar está um restaurante que serve menus simples ao almoço e ementas mais sofisticadas ao jantar.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Mercado do Peixe
ENTRADA
Entrada do mercado
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Fonte das Cinco Bicas ou Chafariz do Espírito Santo (porque neste local existiu uma igreja com o mesmo nome) que data de 1880

Na Praça de S. Gonçalinho está a bonita capela com o mesmo nome construída no início do século XVIII em homenagem ao Santo, protector dos pescadores. As festas em sua honra decorrem entre os dias 10 e 14 de Janeiro.

20190828144225
Capela de S. Gonçalinho
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Painel de azulejos no Largo de S. Gonçalinho

De volta ao centro e ao Canal Central, entrámos no Museu Municipal (com o mesmo bilhete) instalado noutro belo edifício de Arte Nova. Este museu acolhe e dá visibilidade aos artistas locais nas áreas da arte e cultura. Tem também exposições temporárias de artistas de renome nacional e internacional. Este é o local onde melhor se retrata a vida quotidiana das gentes de Aveiro.

P8280369_LI (2)
O Museu Municipal (assinalado com uma seta)
AAAA
Interior do museu
BBBB
Peças alusivas às regiões autónomas
CCCC
Equipamentos de trabalho

Por fim demos um passeio a pé ao longo do Canal do Cojo até ao lago artificial da Fonte Nova nas margens do qual se encontra o edifício da antiga fábrica de cerâmica Jerónimo Pereira de Campos. Desde 1995 (ano em que foi recuperada) que aqui estão instalados uma parte dos serviços camarários e o Centro de Congressos de Aveiro.

LAGOA
Parque e lago artificial da Fonte Nova. Ao fundo, o Centro de Congressos de Aveiro e o Meliá Ria Hotel & Spa
ESCADA
Escadaria junto ao hotel
20190828163737
Conjunto de esculturas alusivas ao doce típico de Aveiro, os “Ovos Moles”, no parque da Fonte Nova

O Museu da Troncalhada fica no Canal das Pirâmides e mostra aos visitantes os métodos de produção artesanal do sal e o modo de vida dos trabalhadores. Este núcleo museológico é ao ar livre e tem painéis informativos ao longo do percurso que o visitante pode fazer ao seu ritmo. Este museu tem o mesmo horário dos outros com a excepção de abrir apenas às 14 horas aos sábados e domingos.

EcomuseuMarinhaTroncalhada-d
Museu da Troncalhada
BILH
O cartaz que informa sobre o bilhete único para todos os museus de Aveiro com o preço de 5€

Não saia da cidade sem comer os “Ovos Moles”, o doce típico que foi criado pelas freiras dos conventos e que já conta com mais de 500 anos de existência. É mesmo divinal!

20190828_185159 (2)
Ovos Moles de Aveiro, em caixa ou em barrica… de comer e chorar por mais!

De vez em quando “vá para fora cá dentro” e visite uma das muitas cidades portuguesas que têm tanto para nos mostrar!…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Nós gostamos de passear no nosso país

♥ Boa viagem ♥

2 thoughts on “Um dia em Aveiro – a cidade dos canais

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s