Dresden – na rota da Alemanha

Se ainda não visitou a cidade de Dresden na Alemanha, então não sabe o que está a perder. A capital do Estado da Saxónia é atravessada pelo rio Elba e tem aproximadamente 600.000 habitantes. A cidade, que teve origem num povoado que se formou a partir do século XIII, foi residência oficial dos Reis da Saxónia e possui um esplêndido espólio artístico, arquitectónico e cultural, sendo também muito conhecida no campo da Medicina por ter sido aqui que, em 1918, se deu início ao 2º curso de Fisioterapia do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Rio Elba atravessa a cidade de Dresden

Dresden foi alvo de um violentíssimo bombardeio no final da 2ª Guerra Mundial. Para além de se terem perdido 25.000 vidas (alguns dados apontam para mais de cem mil), a cidade ficou praticamente reduzida a ruínas mas reergueu-se! O seu centro histórico foi completamente reconstruído e o seu estilo barroco e rococó foi integralmente preservado.

bombas2
O Centro Histórico de Dresden ficou praticamente reduzido a cinzas em Fevereiro de 1945

Ninguém diria que estávamos a passear no meio de edifícios que foram completamente destruídos. A fidelidade que foi usada na reconstrução fez com que tudo parecesse original!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma perspectiva da Theaterplatz

A Paisagem Cultural dos séculos XVIII e XIX do Vale do Elba foi classificada como Património Mundial da UNESCO em 2004. Posteriormente, a construção de uma ponte de quatro pistas foi considerada uma “mancha” na paisagem e o Comité decidiu que esse título lhe fosse retirado em 2009.

P2
A Ponte Waldschlosschen que foi motivo de polémica

A cidade visita-se muito bem a pé e é a melhor forma de dar atenção à História que ela nos conta. Caminhe sem pressa pelas ruas cheias de charme, onde circulam também charretes turísticas e onde há cafés elegantes, lojas, igrejas, praças, parques, enfim muita coisa linda para tirar muitas fotos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma linda charrete para passeios
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A Bruhlsche Gasse, uma das ruas mais movimentadas da cidade e a torre da Frauenkirche
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Muitas e agradáveis esplanadas ao longo da cidade

Preste atenção a uma curiosidade: os edifícios têm, todos eles, muitas janelas! Figurantes com trajes de época, misturam-se com os turistas e ajudam a recriar o ambiente dos tempos áureos da corte.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Praça Neumarkt com o monumento a Frederico Augusto II, Rei da Saxónia e… muitas janelas!

Logo na entrada da cidade o “Cavaleiro Dourado” dá-nos as boas vindas. O monumento foi erguido a August the Strong, Duque da Saxónia, aqui nascido e responsável pela tremenda prosperidade económica e cultural da cidade. Foi também ele que ordenou a construção da “metrópole barroca” com a qual vamos tendo contacto. O monumento foi construído em cobre em 1732. Em 1956, para além de outros restauros foi também revestido a folha de ouro.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O “Cavaleiro Dourado”

Entramos no centro histórico cruzando a Ponte Augustus, construída entre 1907 e 1910 e que atravessa o Rio Elba. Esta ponte foi feita com base numa outra que aqui nasceu no século XII e que foi sendo ampliada ao longo do tempo, consoante as necessidades do caudal do rio e do movimento das transacções comerciais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Ponte Augustus sobre o Rio Elba

Quando chegámos à Praça do Teatro nem sabíamos para onde olhar primeiro, tal não foi o impacto que sentimos! A Ópera Semper ou Ópera Estatal de Dresden foi construída em 1841 pelo arquitecto que lhe deu o nome. Muitos estilos arquitectónicos foram usados na sua construção, pelo que não é consensual atribuir-lhe um estilo próprio. A Ópera pode ser visitada mas com reservas. As informações são dadas no local.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A Ópera Semper
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Portão Georgentor construído no século XVI e que dá acesso à Theaterplatz

Do lado oposto fica a Catedral da Santíssima Trindade, a maior igreja católica da Saxónia, erguida entre 1738 e 1751.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A Hofkirche ou Catedral da Santíssima Trindade
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O edifício do Supremo Tribunal de Justiça

A cidade de Dresden é muito rica em museus. O Complexo Zwinger é um palácio de estilo barroco, datado de 1709 onde, na sua praça principal, se realizavam festas e torneios. Era aqui que se guardavam os canhões de defesa. Hoje estão aqui instalados o Museu de Arte, a Colecção de Porcelanas e o Gabinete Real de Instrumentos Matemáticos e Físicos, onde estão expostos belíssimos relógios históricos e os primeiros globos terrestres.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma das entradas do Complexo Zwinger
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A praça principal onde se realizavam os eventos

A sua estrutura rodeia um maravilhoso jardim, com belas estátuas e fontes. A sua primeira muralha data do século XII e o fosso também servia de protecção. Também aqui funcionou durante muito tempo o Tribunal da cidade. Este complexo pode ser visitado durante todo o ano entre as 6h e as 22 horas. No Inverno encerra às 20 horas. O horário dos museus é das 10h às 18 horas mas está sujeito a alterações aquando da realização de eventos. O custo da entrada são 12€ para adultos e 9€ para crianças e séniores.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O fosso que rodeia o Complexo Zwinger
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Há muitas estátuas ao longo dos jardins

Aqui ao lado almoçámos num restaurante muito interessante com uma decoração interior que nos deixou rendidas a tanta originalidade. O Sophienkeller tem um visual da época medieval, uma cozinha aberta e um cardápio de comer e chorar por mais.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Restaurante Sophienkeller com cozinha à vista
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Uma das salas de jantar do restaurante
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A comida é deliciosa…
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
… e os doces são de ir ao Céu!

O Castelo de Dresden construído em 1200 serviu, desde 1485, como residência dos Reis Saxões e ricos proprietários. O Castelo sofreu constantes mudanças porque cada proprietário queria deixar aqui o seu cunho pessoal e assim, vários estilos arquitectónicos foram sendo acrescentados por cada novo ocupante.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Castelo de Dresden
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Arco Taschenberg que liga as alas do Castelo

No seu interior estão reunidas grande parte das colecções da Federação dos Museus. Aqui encontra, por exemplo, o Gabinete de Moedas ou uma das colecções mais antigas e importantes de armas e armaduras. Os claustros têm acesso gratuito. O ingresso custa 12€ para adultos, 9€ para séniores e é gratuito até aos 17 anos. Estes museus estão abertos todos os dias das 10h às 18 horas e à sexta-feira até às 20 horas. Encerram à terça- feira.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Claustros do Castelo
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Pátio de Torneios mais antigo da Europa

Numa das alas do Castelo e na sua parede exterior ergue-se o Furstenzug que é um mural que exibe uma procissão montada dos 35 governantes da Saxónia entre 1127 e 1904. Foi originalmente pintado entre 1871 e 1876. Foi depois substituído por 23.000 telhas de porcelana Meissen, entre 1904 e 1907, para poder resistir às intempéries. O mural tem 102 metros de comprimento e é a maior obra de arte de porcelana do mundo.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O mural Furstenzug intitulado “A procissão dos Duques”
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um pormenor da obra de arte

O Yenidze é o antigo edifício da fábrica de cigarros, construído entre 1907 e 1909. Hoje é usado como prédio de escritórios mas o que tem de curioso é o seu design exterior que muito se assemelha a uma mesquita.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Yenidze

Na Praça Neumarkt está a Igreja Luterana de Nossa Senhora cuja construção se iniciou em 1726. Em 1736, o seu órgão foi tocado pela primeira vez por Johann Sebastian Bach. A cúpula da igreja eleva-se a uma altura de 95 metros e é por isso intitulada “sino de pedra”. É possível subir à sua torre onde pode desfrutar de uma incrível vista sobre a cidade.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Frauenkirche ou Igreja de Nossa Senhora
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O órgão da Frauenkirche

Aqui nesta praça pode visitar o Museu dos Transportes ou Verkehrsmuseum, instalado no prédio mais antigo de Dresden. Encontra-se aberto ao público de terça- feira a domingo das 10h às 18 horas. Os ingressos custam 9€ para adultos e 4€ para crianças e séniores. A entrada é gratuita até aos 5 anos.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Figurantes interagindo com os turistas e o Museu dos Transportes ao fundo

Passeie pelas margens do Rio Elba na Bruhl’s Terrace. A “varanda da Europa” é um terraço ao longo do qual encontra um extenso conjunto arquitectónico onde está inserida a Academia de Belas Artes fundada em 1764, assim como jardins e esplanadas dos quais pode desfrutar vendo o movimento de barcos no rio.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
A “varanda da Europa”
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Academia de Belas Artes
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Passeando na Bruhl’s Terrace

Estes barcos proporcionam variados passeios, de dia e de noite, cuja duração vai de uma a três horas e com preços que variam entre 7€ e 20€. Os barcos têm bar e explicações detalhadas dos sítios por onde passam.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Barcos destinados a passeios turísticos no Rio Elba
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Jardins de Dresden

Muito mais haveria para dizer desta cidade que descobrimos por acaso e pela qual nos encantámos, mas viajar é isso mesmo… partir à descoberta e abrir os horizontes!

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Marco do Correio na via pública

♥ Boa viagem ♥

Guia prático

♦ Quando ir

O clima na cidade de Dresden é caracterizado como sendo húmido continental. Os Invernos são geralmente secos e muito frios com temperaturas negativas. Os Verões são amenos e as temperaturas raramente ultrapassam os 20ºC. Os meses de Junho, Julho e Agosto são os mais chuvosos.

♦ Como ir

Não há voos directos de Lisboa para Dresden, no entanto várias companhias aéreas fazem voos com escalas nas cidades mais próximas. Se quiser pode voar para Berlim que fica a 180 Km ou Praga a 150 Km de distância e depois viajar de comboio para Dresden de forma rápida e a preços acessíveis.

♦ O que vestir

No Inverno todos os agasalhos são recomendados porque o frio é muito. No Verão não se esqueça do chapéu de chuva. Também é recomendável calçado prático e resistente à chuva.

♦ Alojamento

Há muito por onde escolher no que diz respeito a alojamentos. Nós ficámos no Hotel Dorint Dresden que nos recebeu com óptimas instalações, pessoal muito simpático e excelentes refeições.

♦ Informações importantes

Visite o nosso Guia de Viagem para a Alemanha onde encontrará indicações úteis sobre a entrada e permanência no país.

4 thoughts on “Dresden – na rota da Alemanha

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s