Grutas de Mira de Aire – uma aventura nas entranhas da serra

As Grutas de Mira de Aire são uma das 7 Maravilhas Naturais de Portugal na sua categoria e umas das maiores grutas deste país. Numa zona de terra calcária onde não há rios, as águas da chuva em contacto com o solo foram dissolvendo o calcário nas encostas da Serra de Aire e Candeeiros, abrindo fendas que foram alargando e deram origem à formação de poços naturais ou algares, que é como os habitantes locais lhes chamaram.

ENTER
Entrada para o complexo das Grutas de Mira de Aire

Os portugueses têm um ditado popular que diz que “a necessidade aguça o engenho” e foi a vontade de procurar água, juntamente com a curiosidade e coragem de 4 homens da vila, que os levou a juntar algumas cordas e descer um desses algares. Decorria o dia 27 de Julho de 1947 e os homens ficaram estupefactos com o que os seus olhos viam: acabavam de ser descobertas as Grutas de Mira de Aire!!!

ALGAR
O exacto local ou algar por onde entrou o primeiro homem na gruta

A notícia depressa se espalhou e chegou aos ouvidos de um grupo de espeleólogos de Lisboa que, de imediato, se deslocaram para o local a fim de dar continuidade à descoberta de tão importante obra da Mãe Natureza.

20200126_142318 (2)
Uma pequena homenagem a todos os espeleólogos de Portugal

As grutas foram abertas ao público a 11 de Agosto de 1974. A sua extensão é superior a 11 Km, mas apenas 600 metros estão abertos ao público em geral. O seu ponto mais profundo, até agora descoberto, encontra-se a 230 metros.

20200126_142332 (2)
Zona de entrada para a sala multimédia que dá depois acesso à entrada na gruta

No início da visita somos convidados a ver um pequeno filme sobre a descoberta das grutas e a zona onde estão inseridas. Em seguida começa a descida. Serão 683 degraus ao longo de 110 metros de desnível, pelo que não se aconselha a pessoas com pouca mobilidade ou crianças muito pequenas. A temperatura no interior das grutas é de 17 graus centígrados e constante ao longo de todo o ano.

SALA
Sala de projecção

As galerias, corredores e lagos por onde passamos são iluminados por 3000 lâmpadas, algumas coloridas, para evidenciarem alguns pontos importantes. Estudos revelaram que as formas calcárias da gruta foram formadas há 150 milhões de anos!!!

GALERIA
Escada de acesso à Galeria Grande, a principal da gruta
CAIXA
Na caixa de vidro exibem-se ossos petrificados de animais do período quaternário, aqui encontrados durante as expedições
RIO
O Rio Negro é um conjunto de galerias que ainda estão a ser exploradas e que ligam ao nível freático. As últimas expedições levam a crer que, talvez por aqui também haja ligação ao exterior

Na primeira fase da descida passamos pela área a que chamam “gruta fóssil” onde as estalactites (figuras calcárias que se formam de cima para baixo ou para os lados) e as estalagmites (figuras calcárias que se formam de baixo para cima) assumem configurações curiosas para as quais o guia vai chamando a nossa atenção, como a cara de perfil de uma velha, uma alforreca, esparguetes ou outras que a nossa imaginação cria, quando as observamos.

ESTALA
Conjunto de estalactites que fazem lembrar alforrecas
20200126_145316 (2)
Nesta parede, o escorrimento de calcite faz lembrar uma cascata
photo5jpg
Formações curiosas que dão largas à nossa imaginação…

A cerca de 80 metros de profundidade passamos por uma galeria que, por ter excelentes condições naturais, foi transformada em zona de estágio de vinho tinto da região. As garrafas costumam aqui ficar durante 5 anos antes de serem comercializadas.

ESTAGIO
Local onde os vinhos são colocados a estagiar
VINHO
Estas garrafas de vinho saíram da gruta no dia anterior à nossa visita e estavam à espera para serem colocadas no circuito comercial

Na segunda fase da nossa visita, chegamos à “gruta semi-activa” onde se encontra o nível freático que origina os lagos subterrâneos cujas fontes iluminadas concedem um final apoteótico a este passeio pelas entranhas da terra.

ORGAO
Esta imponente formação que quase toca o chão foi chamada de “órgão” porque faz lembrar os tubos dos órgãos das catedrais
4282965163_YztrMVUG_gi4
Chuva de “esparguete”
CLARO
Lago final

A subida é feita por elevadores com capacidade para 22 pessoas de cada vez. A saída da gruta fica a cerca de 300 metros da entrada, mas esse pequeno percurso até ao parque de estacionamento (gratuito) está sinalizado com uma linha azul.

ELEV
Área dos elevadores
PEDRAS
Exposição permanente de rochas, minerais e gemas, elementos preciosos para o estudo das diferentes fases de evolução do nosso planeta
FOT
Exposição fotográfica comemorativa dos 70 anos de Espeleologia nas Grutas de Mira de Aire

Em volta do complexo das grutas tem W.C., loja de souvenirs, restaurante e ainda uma pequena quintinha com animais, um relógio de sol, um moinho que ainda funciona e um parque aquático que está aberto entre Junho e Setembro.

WC
Edifício de W.C.
SOUV
Loja de souvenirs
20200126_142237 (2)
Os perus fazem parte da quintinha pedagógica

As Grutas de Mira de Aire localizam-se no concelho de Porto de Mós, no distrito de Leiria e ficam a aproximadamente 120 Km de Lisboa e a 10 Km do Santuário de Fátima. Estão abertas todo o ano entre as 9h30 e as 17h30. Nos meses de Verão encerram às 19h30. O ingresso é gratuito para crianças até aos 5 anos, até aos 11 anos/4,20€ e adultos/7€.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O Relógio de Sol, com 4 metros de diâmetro, foi aqui colocado para lembrar que o Homem primitivo percebeu que podia medir o tempo com a sua sombra
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Este moinho, totalmente recuperado, é o último de muitos que existiam neste local para moer os cereais aproveitando a energia do vento da serra

A incursão por esta maravilha da natureza tem a duração de aproximadamente uma hora e é feita obrigatoriamente com guia. A entrada é feita em grupos a cada 20 minutos, independentemente do número de pessoas que estejam em espera.

PARQUEA
O parque aquático

♥ Boa viagem 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s