Livraria Lello – o monumento que enaltece a arte do livro

A paixão pelos livros era partilhada pelos irmãos José e António Lello. Em 1881 abrem, na cidade do Porto, um estabelecimento onde se dedicam à comercialização e edição de livros, mas José Lello queria mais… Ali perto, a Livraria Chardron dava nas vistas por publicar primeiras edições de obras famosas de escritores como Eça de Queirós ou Camilo Castelo Branco. Em 1894 José Lello propõe ao francês Ernesto Chardron a compra da sua livraria com todo o seu espólio e o negócio concretiza-se.

2018-07-15
Se procura obras raras, aqui vai encontrar

Nesta altura os dois irmãos tornam-se sócios e embarcam na aventura, bem-sucedida, de colocar a sua livraria nas bocas do mundo. Começam por convidar o Eng. Francisco Xavier Esteves, que partilhava o gosto pela literatura, para reconstruir a livraria que se tornaria um dos espaços mais emblemáticos de Portugal e uma das livrarias mais belas do mundo!

ESTUQUE
Os pormenores na escada e no tecto que parecem feitos de madeira, mas são de estuque pintado

A 13 de Janeiro de 1906 era inaugurada a Livraria Lello tal como a conhecemos nos dias de hoje. Estiveram presentes as mais altas figuras políticas, artísticas e da burguesia e comércio da cidade como foi o caso, por exemplo, do escritor Guerra Junqueiro. Antes de entrar vale a pena despender de alguns minutos para contemplar a fachada em estilo Neogótico e Arte Nova do edifício e as figuras pintadas ao lado das janelas que simbolizam a Arte e a Ciência.

LELLO
A fachada da Livraria Lello ainda mantém o nome Chardron

Já lá dentro, o espaço é pequeno, mas o impacto é grande! Nota-se o amor pelos livros e pela leitura, em todos os pormenores. A artística escadaria vermelha com detalhes em estuque pintado que mais parece madeira, marca o centro do espaço.

INT
Vista geral do interior da livraria

Os irmãos Lello dão as boas vindas aos visitantes em dois baixos relevos laterais e bustos em bronze homenageiam dois dos maiores escritores da Península Ibérica: Eça de Queirós e Miguel de Cervantes. As prateleiras, todas em madeiras nobres, exibem pequenas figuras em gesso.

La-librairie-Lello-Irmao-Livraria-Lello-Irmão-Porto-Artgitato-8-768x1024 (2)
José Lello sonhou… e o sonho realizou-se
EÇA
Eça de Queirós rodeado de algumas das suas obras
CERV
Miguel de Cervantes, autor da famosa obra “D. Quixote de La Mancha”

Ao fundo está a sala dedicada a J. K. Rowling e onde se podem encontrar todas as suas obras. A autora da saga Harry Potter viveu algum tempo no Porto e visitava muito este local. Quando escrevia o primeiro livro, “Harry Potter e a Pedra Filosofal”, inspirou-se na escadaria da livraria Lello para descrever a escadaria da escola de bruxaria de Hogwarts. Em 2016 este foi o local escolhido para o lançamento da peça teatral da autora “Harry Potter e a criança amaldiçoada”.

JK
A sala dedicada a J. K. Rowling
SAGA
Aqui encontra todas as obras da saga Harry Potter

Subindo a escadaria que dá acesso ao primeiro piso, deparamo-nos com a luz que vem do tecto que não é mais do que um deslumbrante vitral com 8 metros de comprimento e 3,5 metros de largura! Esta riquíssima obra de arte tem ao centro o monograma da família Lello com a insígnia “Decus in Labore” (Dignidade no Trabalho).

TETO
O famoso vitral da livraria
IMG_8840
Outro aspecto da escadaria vermelha que dá acesso ao primeiro piso

Num dos cantos está exposta uma das primeiras máquinas registadoras em Portugal que emitia talão de compra. Embora já não seja utilizada, está totalmente operacional.

CAIXA
A máquina registadora que data do século XIX

Ao fundo encontra-se a Sala Gemma. Como o próprio nome indica, aqui estão guardados valiosíssimos exemplares de primeiras edições autografadas, livros raros e edições de livros de luxo que os dois irmãos foram adquirindo ao longo do tempo para a sua colecção privada. Entre os muitos tesouros encontra-se uma edição rara de “O Principezinho” autografada pelo autor Antoine de Saint-Exupéry e que está avaliada em 21 mil euros! Esta é uma das obras literárias mais traduzidas do mundo, estando publicada em mais de 220 idiomas e dialectos!

GEMMA
A sala Gemma

Durante alguns minutos parece que somos transportados para dentro do elevado número de livros que estão à nossa volta e é tão bom poder contemplá-los como lê-los. A Livraria Lello é visitada diariamente por cerca de 3000 pessoas e fica na Rua das Carmelitas, junto à Igreja dos Clérigos. Está aberta todos os dias entre as 9h30 e as 19 horas. O ingresso custa 5€ e foi criado para controlar o número de pessoas dentro do espaço, que é pequeno. Embora haja sempre fila para entrar, o tempo de espera não é demorado. Se adquirir algum livro, este valor ser-lhe-á descontado no valor da compra.

EU
Escrever é uma arte, ler é um prazer…

Quando aqui esteve, a escritora Agustina Bessa-Luís afirmou: “Estas paredes e estantes dizem-me o que só os que lêem e os que escrevem sabem ouvir”.

20191116_142927 (2)
Pequenas figuras em gesso ornamentam as prateleiras

♥ Boa viagem ♥

One thought on “Livraria Lello – o monumento que enaltece a arte do livro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s