Santuário de Czestochowa – o maior centro de peregrinações da Polónia

Estando nós de visita à Polónia e sabendo que este é um país profundamente católico, fazia todo o sentido ir conhecer este espaço de devoção que é visitado todos os anos por 4 milhões de peregrinos de mais de 80 países.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O portão Lubomirski

O Mosteiro de Jasna Góra, que fica na cidade de Czestochowa a 140 Km de Cracóvia, é um dos mais famosos santuários marianos da Europa. O mosteiro foi fundado em 1382 por monges paulinos e é destino de peregrinação há centenas de anos.

SANYO DIGITAL CAMERA
Milhões de peregrinos passam por esta entrada ao longo do ano
SANYO DIGITAL CAMERA
A linda porta de acesso à basílica tem dois relógios de sol

Em 1384 veio para o mosteiro a cópia fiel da imagem da Virgem Negra que, segundo a lenda, foi inicialmente pintada por S. Lucas enquanto Maria lhe contava passagens da vida de Jesus. O povo habituou-se a recorrer à imagem de Nossa Senhora de Czestochowa, como também é conhecida, para lhe pedir graças.

SANYO DIGITAL CAMERA
Ofertas dos devotos que se consideraram curados pela Virgem Negra
SANYO DIGITAL CAMERA
Monumento de homenagem aos mortos da batalha de Smolensk, durante o início da Segunda Guerra Mundial e que também homenageia o presidente polaco morto em 2010 quando o avião em que seguia caiu, precisamente, muito perto da cidade de Smolensk

Também os Reis polacos recorriam a Nossa Senhora nos momentos difíceis ou quando o país era atacado por invasores muito mais numerosos. O caso mais gritante foi a invasão dos suecos em 1655 quando 70 monges e 80 habitantes se uniram para defender o mosteiro da investida de 4000 homens. Essa medição de forças durou 40 dias. O mosteiro foi salvo e o milagre foi atribuído à Virgem Negra. A verdade é que, de uma forma geral, as preces eram ouvidas, o socorro aparecia, milagres aconteciam!

SANYO DIGITAL CAMERA
Todos os edifícios do complexo exibem a imagem da Virgem Negra
SANYO DIGITAL CAMERA
Pode subir à torre do mosteiro e apreciar a paisagem envolvente

Gratos por todas as bênçãos, os Reis polacos faziam grandes doações ao santuário em ouro, prata, pedras preciosas e dinheiro. E assim o quadro e os seus tesouros passaram a ser alvo da cobiça dos ladrões… Foram várias as tentativas de roubo mas todas sem sucesso e esse é mais um dos milagres atribuído a Nossa Senhora de Czestochowa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Este espaço de culto tem muitos edifícios ligados entre si por pátios e arcos

Depois da vitória sobre a investida sueca, o Rei Jan Kazimierz declara a Virgem Negra como santa protectora do país e Rainha da Polónia e em 1656 o Papa Inocêncio XI oficializa estes títulos. Depois disso, vários pontífices reconheceram a Imagem e emitiram a sua Coroação Canónica. O Papa João Paulo II visitou 6 vezes este local. O auge das peregrinações é o dia 26 de Agosto, dia dedicado a Nossa Senhora de Czestochowa.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um dos corredores do Mosteiro de Jasna Góra
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Junto à entrada está uma escultura dos pais do Papa João Paulo II. O pai foi um respeitado tenente do exército polonês e a família era muito religiosa, factor que teve grande influência na educação de Karol Wojtyla

A pintura gótica da Virgem Negra, que tem 1,2 metros de altura, é um dos tesouros mais preciosos guardados em Jasna Góra mas não é o único. Entre os tesouros expostos encontra-se a medalha do Prémio Nobel da Paz de 1983, recebida por Lech Walesa que foi um fervoroso defensor dos trabalhadores e presidente polaco.

VIRGEMMM
O altar da Virgem Negra ou Nossa Senhora de Czestochowa

Outra das preciosidades que aqui se podem admirar, por todas as razões, é o terço feito pelos prisioneiros de Auschwitz com migalhas de pão (eles mastigavam as migalhas e depois faziam bolinhas que iam guardando). O seu valor maior está no facto de estas pessoas dispensarem diariamente algumas migalhas, do tão pouco que tinham, para fazer o terço que os mantinha agarrados à sua Fé, que foi a única coisa que Hitler não lhes conseguiu tirar!… Na sala das oferendas, onde se encontra esta e outras peças de elevadíssimo valor, é proibido fotografar.

SANYO DIGITAL CAMERA
Algumas das ofertas em exposição
SANYO DIGITAL CAMERA
Muito ouro e prata cobrem estas paredes…

Quanto à basílica, as pinturas do tecto impressionam os visitantes e retratam momentos da vida de Maria e Jesus Cristo. Toda a igreja é folheada a ouro, os órgãos são deslumbrantes e os altares exibem várias obras de arte. Várias estátuas estão também espalhadas pelo exterior do edifício.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O lindo tecto da basílica
SANYO DIGITAL CAMERA
Pormenores no interior da igreja
SANYO DIGITAL CAMERA
Tudo o que parece ouro… é mesmo ouro!
SANYO DIGITAL CAMERA
Um dos vários órgãos da basílica
SANYO DIGITAL CAMERA
Um dos altares

Para além do carro, a forma mais fácil e rápida de chegar ao Santuário de Czestochowa é de comboio que parte de Cracóvia de hora a hora. A viagem dura aproximadamente 1h30 e custa 30zl (7€).

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Algumas das estátuas que se encontram nos pátios e jardim deste espaço
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
O parque de estacionamento e a torre do mosteiro
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Alguns pormenores dos telhados
OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Um dos pátios interiores do santuário

Os obstáculos, quando surgem, servem para testarmos o alcance da nossa Fé!…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Independentemente da religiosidade do local, a arquitectura dos diferentes edifícios que compõem o complexo também é digna de registo

♥ Boa viagem ♥

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s